4 dicas para começar um lar para dois

4 dicas para começar um lar para dois

01/11/2019 | Dicas de Decoração

Para uma vida com harmonia, amor e organização no imóvel preparado com antecedência para receber o casal, profissionais compartilham experiências que ajudam o início da vida conjugal  

Projeto: Pietro Terlizzi Foto: Guilherme Pucci 

Aquele velho ditado “quem casa, quer casa”, pode também ser adaptada para quem apenas decidiu juntar as escovas, construir uma vida a dois e chamar um lar de “nosso”. A verdade é que deixar a casa dos pais ou afastar-se da fase solitária não é nada fácil. Para que organização e decoração não sejam empecilhos e motivos para atrapalhar o relacionamento, o time de profissionais Bianca Atalla, Elisa Ju e Fernanda Mendonça, do escritório Oliva Arquitetura e o arquiteto Pietro Terlizzi, do escritório que leva o seu nome, relatam suas experiências com clientes que os buscaram para construir a morada que deu início à vida conjugal. Acompanhe:

1 - A casa é para os dois!

Projeto: Pietro Terlizzi Foto: Guilherme Pucci 

Quando se começa uma rotina de casado, é preciso abrir mão (um pouco) da individualidade para que ambos se sintam em casa – seja em função do espaço ou dos hábitos do cotidiano. Os costumes que cada um mantinham antes de morarem juntos devem ser revistos para que a nova rotina se encaixe harmoniosamente entre dois, incluindo a divisão das tarefas do dia a dia ou mesmo com a organização da casa.

Quanto aos espaços, é importante que as áreas comuns da casa reflitam a personalidade do casal e estejam bem adaptados às necessidades de cada um. Mas, a profissional Fernanda Mendonça destaca que, independentemente do nível de integração entre os cômodos ou das limitações de metragem, é interessante que se tenha um espaço para a individualidade de cada um. “Se o apartamento apresentar uma divisão entre a sala e o quarto, isso já permite que cada um tenha um momento mais reservado quando necessário”, exemplifica Fernanda.

2 - Amigos em casa!  

Projeto: Pietro Terlizzi Foto: Guilherme Pucci 

Muitos recém-casados adoram organizar open house para que os amigos conheçam o seu apê e possam compartilhar esse novo momento. Para receber visitas, o arquiteto Pietro Terlizzi indica que os espaços sejam versáteis e que possibilitem acomodar com conforto todos os convidados. “A área da sala de jantar pode estar integrada ao estar. Assim é possível criar um espaço único e que comporte, com conforto, um número maior de pessoas”, afirma Pietro.

3 - Otimização do espaço!

Projeto: Oliva Arquitetura Foto: Julia Ribeiro

Organização é a chave do sucesso para qualquer casal. Pode até parecer brincadeira, mas pequenas situações que acontecem no início da relação podem ser o estopim para alguma discussão. Por isso, manter as coisas em ordem é primordial. “Armários, gavetas e nichos são ótimos aliados para se manter tudo no lugar e organizado. Sempre recomendo investir em cestos bonitos que podem servir tanto para guardar aquilo que é necessário, como também compor a decoração. Acredito que uma conversa com o companheiro(a) para definir os lugares certos é o melhor caminho”, aconselha Bianca Atalla, sócia da Oliva Arquitetura.

4 - Tons e tendências 

Projeto: Oliva Arquitetura Foto: Julia Ribeiro

Escolher a paleta de cores é uma tarefa mais difícil, porém essencial para deixar o lar com a cara do casal. Um pode ser mais discreto e o outro aquele que gosta mais de ousar.

Para o trio do Oliva Arquitetura, uma dica imbatível é investir em base para marcenaria e piso e deixar os pontos de cores à cargo de itens pequenos e móveis soltos como estofados, além de eleger uma parede para um tom especial para pintura ou efeito de textura. “Dessa maneira o casal consegue trocar o estilo da casa ao longo dos anos sem a necessidade de fazer grandes reformas ou investimento”, indica Elisa.

Uma tendência que vem fazendo muito a cabeça dos jovens casais é o cimento queimado. Apesar de remeter ao estilo industrial, é possível mesclar outros materiais e estilos no mesmo ambiente. “É possível aplicar tinta com textura de cimento queimado no forro e nas paredes em áreas secas. Da mesma forma, o mercado também dispõe de revestimentos que remetem ao efeito de cimento e que podem ser usados tanto no piso quanto nas paredes”, finaliza Pietro Terlizzi.

 

Sobre a Oliva Arquitetura:

À primeira vista, quem observa a juventude do trio formado por Bianca Atalla, Elisa Ju e Fernanda Mendonça não imagina o extenso portfólio das experientes arquitetas. Juntas desde 2015, elas comandam o escritório Oliva Arquitetura e cuidam com carinho e dedicação desde a concepção do projeto até o acompanhamento e gerenciamento de obra. Também assinam a decoração dos ambientes, cuidando da seleção de cada item que vai ajudar a contar a história dos moradores.

Com especialização em reforma de interiores residencial, o escritório também atua com excelência em projetos comerciais e corporativos, desenvolvendo áreas comuns de prédios, como halls, e apartamentos decorados. A sensibilidade, o detalhismo e a inventividade são as marcas registradas de Bianca, Elisa e Fernanda, que juntas se dedicam à criação de ambientes atemporais com um quê de sofisticação, outro quê de simplicidade, além de uma equilibrada mistura de tons e de materiais incomuns. Nesse caldeirão de ideias, apurado através de viagens, literatura, cinema e eventos nacionais e internacionais de design e arquitetura, tem sempre lugar para elementos bem brasileiros, como os tijolos e os ladrilhos hidráulicos.

 

Arquitetas: Bianca Atalla, Elisa Ju e Fernanda Mendonça

Tel.: (11) 97178 2643 / (11) 99657 9979

www.oliva.arq.br

@oliva.arquitetura

 


Sobre Pietro Terlizzi

Formado pela FAU Mackenzie em 2009, foi sócio da Arch Stage Projetos por sete anos. O arquiteto abriu seu próprio escritório Pietro Terlizzi Arquitetura e Design em 2016, onde atua em todas as etapas do projeto, desde a elaboração do conceito à execução da obra. Com pouco mais de três anos de história, o escritório assina mais de 30 projetos, entre residências, escritórios e estabelecimentos comerciais, marcados por um estilo moderno, pela presença de materiais rústicos e pela combinação de paletas neutras com toques vibrantes de cor.

 

Pietro Terlizzi Arquitetura e Design

pietroterlizzi.com.br

@pietro_terlizzi_arquitetura


Voltar